Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 29 de julho de 2011

O fim do império americano?

Quem poderia imaginar os EUA, o país mais poderoso do mundo, falando em calote da dívida? O império americano, durante muitos parecia invencível, mas hoje se vê que tem pés de barro.
É curioso lembrar que isso acontece exatamente agora, quando o custo da guerra do Iraque chega ao algo em torno de 2 trilhões de dólares. Ou seja: a guerra iniciada por Bush parece ter acelerado o fim do império ao afundar o país em dívidas.
Bush poderia ter dito: depois de mim, o caos.
Resta agora perguntar quem vai substituir o império caído. Estão no páreo China, Rússia, Índia e até Brasil. Façam suas apostas.
Em tempo: os EUA já perderam posição até mesmo na pesquisa científica. Até 2015 serão ultrapassados pela China em número de artigos publicados.


ESSE COPIEI DO BLOG http://ivancarlo.blogspot.com/2011/07/o-fim-do-imperio-americano.html

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Um dia...


...Um dia descobrimos que beijar uma pessoa para esquecer outra, é bobagem.
Você não só não esquece a outra pessoa como pensa muito mais nela...
Um dia nós percebemos que as mulheres têm instinto "caçador" e fazem qualquer homem sofrer ...
Um dia descobrimos que se apaixonar é inevitável...
Um dia percebemos que as melhores provas de amor são as mais simples...
Um dia percebemos que o comum não nos atrai...
Um dia saberemos que ser classificado como "bonzinho" não é bom...
Um dia perceberemos que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em você...
Um dia saberemos a importância da frase: "Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas..."
Um dia percebemos que somos muito importante para alguém, mas não damos valor a isso...
Um dia percebemos como aquele amigo faz falta, mas ai já é tarde demais...
Enfim...
Um dia descobrimos que apesar de viver quase um século esse tempo todo não é suficiente para realizarmos
todos os nossos sonhos, para beijarmos todas as bocas que nos atraem, para dizer o que tem de ser dito...
O jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutamos para realizar todas
as nossas loucuras...
Quem não compreende um olhar tampouco compreenderá uma longa explicação.


Mário Quintana

sexta-feira, 15 de julho de 2011

UNE realiza passeata por mais investimentos na educação


A União Nacional dos Estudantes promoveu, na tarde desta quinta-feira (14), uma grande manifestação em defesa do aumento do investimento na educação pública. A passeata, que cortou o centro de Goiânia, teve ampla participação de diversas correntes políticas que atuam no movimento estudantil.
A concentração aconteceu no Centro de Convenções da cidade, onde os estudantes haviam participado pela manhã do 2º Encontro Nacional de Estudantes do ProUni. Mais de cinco mil manifestantes de todo o país atravessaram a cidade gritando palavras de ordem em defesa da educação.
De acordo com o o presidente da UNE, Augusto Chagas, a manifestação contribuiu para que os estudantes de todo o país possam se mobilizar para multiplicar o movimento pelo país. “Os estudantes não têm nenhuma dúvida de que é fazendo mobilizações que teremos condições de mudar a situação. Nossa passeata procurou mobilizar as lideranças estudantis de todo o Brasil que estão no congresso para que eles possam, no próximo período, realizar mais jornadas de luta em todos os estados”, afirmou Chagas.

A programação do 52º Conune continua nesta sexta-feira (15) com diversos grupos de trabalhos que irão abordar os mais variados temas. Os debates serão realizados na praça universitária, nas dependências da UFG e da PUC. A UNE também promove nesta sexta um Seminário que sobre o Plano Nacional de Educação, que está em debate no Congresso Nacional.

A programação completa do Congresso pode ser conferida no Portal da UNE.

quarta-feira, 13 de julho de 2011

GOVERNO DA MUDANÇA NO ESPORTE DO AMAPÁ




Um novo momento para o esporte amapaense. Em 2011, o governo Camilo Capiberibe iniciou um novo projeto de ação para o esporte, valorizando atividades diretas e realizando ações conjuntas. Apesar da grande dificuldade encontrada pela frente.

O primeiro contato da equipe Sedel com alguns setores do esporte não foi nada satisfatório. Atrasos de pagamentos, falta de merenda, falta de apoio, prédios deteriorados, obras paradas e processos fizeram parte do carro chefe da problemática encontrada no setor.

Para dar condições de trabalho uma equipe de profissionais, técnicos e consultores foi montado para reorganizar o setor esportivo. O departamento de projetos que não funcionava iniciou o ano a todo vapor, confirmando para o Estado a vinda do projeto Pintando a Liberdade, do Governo Federal e a Lei de Incentivo ao Esporte, onde se discutiu com a Confederação Brasileira de Judô e o Ministério do Esporte, saídas para apoiar o esporte através de Lei.

Outra grande batalha vencida foi a retomada das obras do estádio Zerão, que estava abandonada desde outubro de 2010. O governador Camilo Capiberibe confirmou o pagamento da contrapartida e, em comum acordo com a Caixa Econômica já está sendo realizada a primeira etapa do estádio, que tem previsão de término para dezembro.

Numa avaliação feita por técnicos da secretaria, verificou-se falta de planejamento na execução das escolinhas de futebol. Hoje com 75 monitores somente em Macapá e atendendo cerca de 2 mil crianças de 7 a 19 aos terá que ter cadastro completo e apoio técnicos do Núcleo de escolinhas do Governo do Amapá.

Depois de anos com problemas, as Olimpíadas Escolares foram retomadas. Mesmo com greve de professores, cerca de 600 alunos de Macapá, Santana e Ferreira Gomes estiveram disputando o certame, que se encerra neste final de semana com a modalidade ciclismo. O governador Camilo Capiberibe confirmou patrocínio de equipes para a disputa da Nacional de 12 a 14 anos em João Pessoa- Paraíba, no mês de setembro.

O futebol feminino em destaque. O Governo do Amapá está investindo cerca de R$ 50 mil entre material, pessoal, limpeza de arenas, patrocínio de narradores e premiação geral, que será de R$ 5 mil, para a realização da V edição do Campeonato Feminino. A bola está rolando em várias arenas de Macapá, Santana e do interior o Pantanal foi o grande campeão.

Dia 21 deste mês, 17h, no auditório da Sedel, o Governo do Amapá fomenta o Campeonato Intermunicipal. A competição prevista para setembro receberá apoio do governo através de convênio com Ligas. Cada liga receberá valor em dinheiro para ajudar na organização e transporte de sua seleção.

O Governo está investindo em apoio técnico. Em Amapá, o secretário de desporto e lazer Luiz Pingarilho esteve em Amapá, Tartarugalzinho e Calçoene. Nesses municípios será fortalecida a realização de atividades e montagem de projetos. Na última semana, representantes de Amapá estiveram em Macapá acompanhando várias ações do Governo para executar em seu município.

A melhor idade. O Governo está investindo em atividades para a melhor idade. A quinta feliz atende diversas associações com práticas esportivas como basquetebol, dama, voleibol, futebol, dominó e outros.

A bola rola no Governo da Mudança. O governador Camilo Capiberibe assinou convênio com clubes no valor de R$ 500 mil para fomentar o esporte amapaense. O campeonato rola de maio a setembro e o campeão disputa Copa do Brasil e Brasileiro do ano que vem. Sem contar que está investindo no clube amapaense que estará no Brasileiro deste ano.

Esporte Amador. Graças ao incentivo do Governo da Mudança o Amapá já sediou a Copa Norte de Basquetebol Adulto e o Brasileiro de Seleções. E incentiva para que , pela primeira vez, uma equipe do estado na NBB.

Em Pracuuba, Itaubal, Mazagão, Serra do Navio, Pedra Branca e Oiapoque, o campeonato recebe apoio do governo do Amapá.

BUSCANDO SOLUÇÕES. O Governo do Amapá está trabalhando dois grandes projetos para o Amapá – A bolsa atleta, que vai fomentar o jovem talento do esporte tucuju, investindo com bolsas para que ele possa se preocupar mais com seus treinamentos do que com alimentação e outros. O Fundo de Milhas é um projeto que vai transformar as milhas de funcionários do Governo, patrocinados pelo GEA, que visam repassar para atletas que viajarão para outros estados. E para finalizar estamos dando o pontapé inicial ao programa Segundo Tempo. Um projeto do Governo Federal com investimento na ordem de R$ 5 milhões, com contrapartida de R$ 800 mil do GEA, que terá duração de 12 meses com atendimento à 12 mil crianças em todo o Estado.











Ainda existe muito a se fazer. Estamos apenas iniciando um novo projeto para o esporte. Mudar é preciso, com valorização e estímulo para formarmos grandes campeões.







Governo do Amapá - Tempo Novo, Tempo de todos





terça-feira, 5 de julho de 2011

Sting Fragile - portuguese

PCdoB quer quintuplicar candidatos a prefeito

Com Netinho de Paula em São Paulo, partido quer aproveitar a vitrine do Ministério do Esporte e da Copa do Mundo para ganhar relevância na política nacional. Líder diz que legenda não teme desgaste de escândalos no Executivo.A pretensão é lançar mais de mil candidatos a prefeito em 2012

Eduardo Militão
O PCdoB quer deixar de ser periférico para atuar como protagonista nas políticas públicas. Nas próximas eleições, a legenda que passou 60 de seus 89 anos na clandestinidade quer quintuplicar o número de candidatos a prefeito. Se eram aproximadamente 200 nas eleições de 2008, vão ser mais de mil candidatos no ano que vem, informa o deputado Osmar Júnior, líder do PCdoB na Câmara e ex-vice-governador do Piauí.

“A prioridade é lançar candidatos ao Executivo tanto quanto ao Parlamento, e a prioridade é lançar em chapa própria”, disse ele ao Congresso em Foco, em meio ao seminário do PCdoB, encerrado na noite de sábado (18) para discutir um novo modelo de desenvolvimento para o país. As estrelas da legenda são o vereador e cantor Netinho de Paula, pré-candidato à prefeitura de São Paulo; o novo presidente da Embratur, Flávio Dino, em São Luís (MA); o senador Inácio Arruda, em Fortaleza (CE); a deputada Alice Portugal, em Salvador (BA), e a deputada Jô Moraes, em Belo Horizonte (MG).

O partido quer aproveitar a vitrine do Ministério do Esporte, que comanda desde 2003, atualmente com Orlando Silva, e a proximidade da Copa do Mundo, maior evento esportivo do planeta, para ganhar relevância na política nacional. O seminário do PCdoB serviu para avaliar as experiências da sigla no Executivo e analisar como potencializar as boas práticas no futuro, explica o deputado Osmar Júnior.

Vidraça

O líder do PCdoB diz que o partido não teme passar de pedra à vidraça ao buscar mais ação no Executivo e ao tratar do esporte, tema que rendeu e ainda rende escândalos e polêmicas. O principal programa do Ministério do Esporte, o Segundo Tempo, foi investigado pela Operação Shaolin da Polícia Federal por desvio de dinheiro público; os Jogos Pan-americanos do Rio em 2007 custaram à União mais que o triplo do previsto; recentemente, órgãos técnicos e a oposição questionaram o efeito que um novo regime de licitações para a Copa pode trazer em superfaturamentos e sobrepreços.

Osmar Júnior diz que é natural o desgaste de quem sai do Parlamento e vai paraao Executivo, mas diz que o partido está preparado para a mudança. “Ele deixa de ser tratado como o bonzinho, aquele que está sempre na defesa do bem”, admite o líder, ao se referir às ações de deputados e senadores. Entretanto, defende a ação do PCdoB na condução do Ministério do Esporte: diz que os desvios no Segundo Tempo foram pontuais e corrigidos; diz que, no geral, o Tribunal de Contas da União (TCU) considerou bons os resultados alcançados pelo programa; e afirma que os gastos extras no Pan se deveram à falta de clareza nos compromissos que seriam assumidos pela prefeitura do Rio de Janeiro.

Aeroportos

Para o líder do PCdoB, os aeroportos são o principal desafio para o governo federal na oferta de infraestrutura para a Copa do Mundo de 2014. Enquanto falava com a reportagem do Congresso em Foco, na sexta-feira (17), Osmar Júnior não sabia se conseguiria embarcar de Brasília para Teresina (PI). “Há quatro vôos, dois diretos e todos lotados. O transporte aéreo é o grande nó da Copa. E esse é um problema atual”, comentou o deputado.

Ontem (sábado), durante o seminário do PCdoB, o ministro do Esporte, Orlando Silva, e Netinho de Paula debateram políticas públicas para o esporte no país. O prefeito de Olinda (PE) e pré-candidato do partido à reeleição, Renildo Caheiros, e Inácio Arruda trataram das experiências da sigla nas administrações municipais.